Como Manny ‘Sly’ Vieites transformou um grupo de amigos no Xbox na próxima Faze

Contaremos a história de como um jovem torcedor da NBA, que se tornou estudante de direito, embarcou em uma busca para criar sua própria organização de eSports... e teve sucesso.

Como Manny ‘Sly’ Vieites transformou um grupo de amigos no Xbox na próxima Faze

XTRA Gaming é agora um nome estabelecido no espaço de Fortnite e está crescendo exponencialmente em popularidade. A organização abriga alguns dos novos jogadores mais empolgantes, como ReeT e Alliege, e seus seguidores nas redes sociais estão crescendo a uma taxa altíssima. Uma conquista excepcional em apenas dois anos.

O cérebro por trás de sua concepção e abordagem é Manny “Sly” Vieites, o fundador e proprietário da XTRA Gaming. Conversamos com o jovem empresário para entender sua trajetória e as lutas que superou para levar a organização até onde está hoje. Desde usar seu empréstimo de estudante para pagar jogadores até, em última instância, encontrar financiamento de um grande grupo de mídia. Esta é a história da criação de XTRA Gaming. 

O nascimento da XTRA Gaming

Quando Sly criou a XTRA, era simplesmente um nome e uma marca para seu grupo de amigos próximos no Xbox. Fortnite era “o jogo mais popular da época”, e Sly e seus amigos faziam tag no jogo e compartilhavam clipes entre si.

Durante os primeiros seis meses, eles não tiveram encontros sociais, mas a equipe logo começou a angariar seguidores ansiosos para se divertirem. Para facilitar o envolvimento das pessoas, Sly criou uma conta no Instagram para a equipe do XTRA. Conta essa que marcaria o início do que se tornaria uma organização de eSports em expansão. 

Na época, Sly tinha acabado de ser aceito em uma das 10 melhores faculdades de direito de Miami com uma bolsa de estudos. Durante seu primeiro semestre, em setembro de 2018, ele se concentrou nas aulas e jogava paralelamente. No entanto, no segundo semestre, à medida que a comunidade XTRA Gaming continuava a crescer, a ideia de desviar sua atenção para ela tornou-se cada vez mais atraente.

“Eu realmente comecei a pensar que se eu quisesse fazer do XTRA uma carreira, eu precisaria escolher entre a faculdade e os jogos, ou encontrar um meio-termo”, disse Sly.

Foi um risco na época. XTRA ainda era apenas um grupo unido de amigos, uma pequena comunidade. Mas Sly tinha planos maiores.

“Cheguei a um ponto em que absorvi tudo e estava tipo, tudo bem, eu acredito em mim mesmo, eu acredito no jogo, eu simplesmente vou fazer tudo por isso. Vou transformar a XTRA em uma equipe real e começar a comercializá-la como uma.” 

Ter fé na XTRA Gaming, apesar dos riscos

O objetivo de Sly ao frequentar a faculdade de direito era se tornar um agente esportivo da NFL ou da NBA, mas a XTRA Gaming o viu redirecionar esse foco para se tornar um agente de eSports.

Com o fim do primeiro ano da faculdade de direito, Sly aproveitou o verão para perseguir seu sonho de transformá-la em uma equipe profissional de esportes eletrônicos. “Durante aquele verão, fui a várias conferências, incluindo a E3 em Los Angeles. Aquele período foi uma grande revelação para mim. Eu ainda estava em cima do muro em 2019, debatendo se deveria mergulhar no eSports, mas depois dessa experiência eu tive certeza de que era isso que eu queria fazer”.

Quando voltou para o segundo ano da faculdade de direito, no outono de 2019, ele já havia construído a base para sua organização. Ele criou um Discord, um Twitter e começou a mapear e planejar o conteúdo para as redes sociais do XTRA. No entanto, se o XTRA fosse crescer, precisaria do financiamento e da rede que se tornaram cruciais para seu sucesso. 

xtra
Sly (à direita) na TwitchCon 2019, o evento que o viu definir metas maiores para o XTRA Gaming

Uma viagem transformadora para a TwitchCon de 2019

“A TwitchCon de 2019 foi um momento decisivo. Eu sabia que queria criar uma organização, mas quando vi o enorme torneio de Fortnite lá, dei um passo para trás e disse ‘Preciso de jogadores capazes de jogar em um palco como este, competindo contra os caras da 100 Thieves ou FaZe. Eu preciso disso e quero minha marca neste palco ‘.”

“Isso me motivou muito. Eu sabia o que tinha que fazer”, disse Sly. “Eu sabia que precisava conseguir dinheiro ou gastar meu próprio dinheiro. Em termos de equipe, já tínhamos a fundação com os meninos da velha escola do XTRA, mas eu queria encontrar talentos desconhecidos e meio que impulsioná-los. Eu sei como comercializar muito bem e sabia que poderia estimular as pessoas de qualquer maneira.” 

“Eu sabia que queria criar uma organização, mas quando vi o enorme torneio de Fortnite lá (TwitchCon de 2019), dei um passo para trás e pensei: ‘Preciso de jogadores capazes de jogar em um palco como este (…) Quero minha marca neste palco ‘.” 

MANNY “SLY” VIEITES – FUNDADOR DA XTRA GAMING

“Depois da TwitchCon, acabei tornando o XTRA Gaming um negócio oficial e comecei a trabalhar para encontrar jogadores”, disse Sly. “No outono de 2019, contratei nosso primeiro jogador, Middi, que ainda hoje está no time. Depois disso, acabamos encontrando Rich Homie Quinn e estávamos prontos. “

Graças a esses dois recrutas, no início de 2020, o XTRA Gaming começou a ganhar força.

“Começamos a crescer nas redes sociais porque as pessoas começaram a perceber que estávamos contratando jogadores e elas se conectaram com a nossa marca e gostaram do design”, disse Sly.

Na Dreamhack Anaheim, no início de 2020, a equipe do XTRA Gaming “foi com tudo” – equipando OGs e jogadores dela com produtos da equipe. Além de dar à organização a chance de se encontrar pessoalmente na Dreamhack Anaheim, Sly também estava em uma missão: uma missão de encontrar e garantir novos talentos. 

xtra
Veja mais sobre ReeT em sua entrevista recente

“Estive no evento em busca de novos talentos. E enquanto eu estava lá, notei um garoto que estava saindo, e era ReeT”, disse Sly. ReeT é agora uma das maiores estrelas da XTRA Gaming, mas na época ele não tinha um contrato e era desconhecido. “Ninguém tinha ouvido falar dele antes, mas eu vi o potencial.”

ReeT terminou em um modesto top 50 no Dreamhack Open em Anaheim no final de fevereiro, ganhando US$ 200 na premiação. Uma semana depois, ele se tornou a mais nova adição da XTRA Gaming, ao lado de três outros aspirantes: Jonny, Sake e Yagi. 

Aprendendo como impulsionar jogadores através do NBA de Sacramento Kings 

As habilidades que Sly aplicaria para elevar os novos recrutas da XTRA foram criadas durante seus dias de universitário. Aos 18 anos, Sly foi para a faculdade de jornalismo e relações públicas e, em seu primeiro ano, o jovem estudante faminto conseguiu um estágio trabalhando com o Sacramento Kings na NBA.

Sly aproveitou a oportunidade, escrevendo histórias sobre os jogadores para o Cowbel Kingdom e apresentando seu próprio podcast, The Vietes Rundown. Seu trabalho mais tarde atraiu a atenção da ESPN, que o levou para cobrir jogos em todo o país, como por exemplo, o fim de semana All-star da NBA. 

xtra
Sly, fundador da XTRA, entrevistando Ben McLemore durante seus dias nos Kings

“Com o XTRA, apliquei tudo o que sabia, desde esportes a jogos, e honestamente é a mesma coisa. A única diferença é que agora você está trabalhando com nerds, e eu também sou um nerd de coração”, disse Sly com uma risada.

“Sim, o mundo dos atletas é um pouco diferente do mundo dos jogos, mas os planos de negócios são os mesmos. Como comercializar, como vender e o que os fãs querem ver.”

O histórico de Sly na cobertura de esportes tradicionais definiria a abordagem da XTRA e provou ser um ingrediente-chave no crescimento impressionante da organização nos últimos dois anos.

“Tomemos, por exemplo, scorecards. Em Fortnite, ninguém se interessou. Começamos a fazer posts gráficos reais para nossos jogadores da XTRA após cada torneio. Cash Cups, Dreamhacks. Todos eles. Fomos uma das primeiras equipes a fazer isso e, de repente, todas as equipes do mundo estavam fazendo o mesmo”, disse Sly.

“São esses tipos de pequenas coisas que aprendi nos esportes. Porque lá, assim que o time vence, você precisa daquele post nas redes sociais. Ninguém quer ver o placar três dias depois. Eles querem os scorecards 20 segundos após o jogo.” 

Construindo as bases para a grandeza 

Dada a sua experiência, Sly estava confiante em sua capacidade de impulsionar os jogadores e ReeT era o talento não descoberto mais promissor da XTRA Gaming. “ReeT estava apreensivo em criar conteúdo no início”, disse Sly. “Mas eu disse a ele: você é insano, se você transmitir, as pessoas vão assisti-lo. Tive que pressioná-lo, mas no final ele concordou. Nas primeiras duas semanas, ReeT teve mais de 400 espectadores. Explodiu tão rápido.”

Um mês depois de ingressar na XTRA Gaming, ReeT fez uma parceria com a Twitch.

No final de março de 2020, a XTRA Gaming estava causando um impacto estrondoso na cena do Fortnite com ReeT garantindo o primeiro lugar na cobiçada Cash Cup Solo, com o companheiro de equipe Jonny como vice-campeão. Aproveitando o momento, Sly recrutou rapidamente dois dos 8 primeiros colocados não assinados do evento: Caleb (3º lugar) e Vert (8º lugar), ambos os quais ainda estão na organização até hoje.

“As raízes da organização são encontrar talentos desconhecidos”, disse Sly. “Encontrar pessoas que tenham algo de valor, que tenham talento, mas não saibam como executá-lo. É nisso que acredito que realmente nos destacamos, fornecendo esse sistema de apoio, essa base para levar suas carreiras para o próximo nível.” 

“XTRA não é um trampolim para chegar a FaZe. Nós vamos ser a próxima FaZe. Assim que os jogadores entenderem isso, podemos começar a trabalhar no desenvolvimento de sua marca juntos.” 

MANNY “SLY” VIEITES – FUNDADOR DA XTRA GAMING

Sly estava ansioso para que a XTRA preenchesse o vazio quando se tratava de gerenciamento de marca, destacando a enorme riqueza de jogadores sentados em uma base de seguidores impressionantes, mas sem fazer nada com isso.

“Quando você vier para a XTRA, vamos comercializá-lo, vamos levá-lo para tirar fotos, gravar vídeos, este é o negócio real”, disse Sly. “XTRA não é um trampolim para chegar a FaZe. Nós vamos ser a próxima FaZe. Assim que os jogadores entenderem isso, podemos começar a trabalhar no desenvolvimento de sua marca juntos.” 

xtra
A XTRA Gaming recruta e apóia talentos emergentes, ajudando-os a construir sua marca

No início, Sly usou seu empréstimo de estudante de $30.000 para pagar jogadores e funcionários 

Sobre o tópico em relação a sua visão para a XTRA Gaming, Sly foi inflexível em uma coisa: ele sabia desde o início que estava nisso por um longo tempo.

“Não havia uma meta de curto prazo para a XTRA, era uma meta de longo prazo. Eu não estava procurando uma pequena recompensa porque, de forma realista, as equipes de esportes eletrônicos não ganham muito dinheiro agora. É sobre o objetivo final. Se, dentro de dois anos, Fortnite começasse uma franquia, você pode apostar que o XTRA será incluído nessa discussão”, disse Sly.

“Esses são os tipos de coisas em que penso e que não acho que muitos proprietários refletem sobre. Estou olhando para um panorama geral.”

Mas se a organização queria chegar nesse patamar, eles precisavam de financiamento. “Eu sabia o que precisava fazer, sabia como fazer. Eu simplesmente não tinha dinheiro”, disse Sly.

Sua abordagem para compensar a falta de capital tinha sido assinar contratos menores com jogadores, mas mesmo assim, no segundo trimestre de 2020, a XTRA tinha meia dúzia nas contas.

“Foi basicamente um ano inteiro usando todo o dinheiro do meu empréstimo estudantil e investindo. Mais de $30.000 na XTRA. Tudo para os salários dos jogadores, a marca, a edição”, disse Sly.

“Foi uma aposta enorme, mas acreditei nela. Minha família e amigos tinham suas dúvidas, eles não entendiam porque eu estava na faculdade de direito e fazendo isso ao mesmo tempo, não fazia sentido… mas aqui estamos.” 

Sly: “Estou tão grato que aconteceu” – O pai de um jogador investe no projeto 

Com jogadores como ReeT, Vert e Caleb explodindo, Sly sabia que seu empréstimo estudantil iria apenas até certo ponto. “Não tínhamos financiamento. Eu estava pagando jogadores, mas sabia que não era sustentável. Eles estavam explodindo. ReeT, por exemplo, passou de um desconhecido para um jogador de tier 1 em apenas quatro meses. Eu estava tipo… Como diabos vou ser capaz de pagar o salário para alguém neste nível?”

Reconhecendo que a XTRA Gaming não tinha dinheiro para sustentar um aumento, ReeT tornou-se um agente livre em agosto de 2020 e Sly entrou em cena para ajudá-lo a encontrar uma nova equipe. Apesar de o par ter entrado em telefonemas com potenciais novos pretendentes, ReeT ainda estava ansioso para ficar na XTRA. Já que era mais do que uma equipe, era uma família. Eles só precisavam encontrar uma solução. 

xtra
Conley (à esquerda) continua sendo proprietário da XTRA Gaming e parte integrante de sua gestão

Felizmente, o pai de Conley – um dos streamers da XTRA na época (Conley, não seu pai, risos) – acreditava no que a XTRA Gaming estava tentando alcançar e investiu US$ 15 mil para ajudar a apoiar o projeto. Através do acordo, seu filho Conley tornou-se proprietário da XTRA Gaming, posição que ainda ocupa hoje.

“Foi assim que financiamos o XTRA de agosto a novembro de 2020”, disse Sly. “Se não fosse o pai de Conley chegando naquela época, muitas coisas teriam mudado. Estou muito grato por isso ter acontecido porque tivemos todo o impulso e entusiasmo, e isso nos permitiu seguir em frente.” 

O fim da luta: Encontrando apoio de longo prazo na Sub Nation

A ascensão meteórica, desde desconhecidos da lista Fortnite, da XTRA Gaming, graças ao conhecimento de Sly, foi uma faca de dois gumes. Embora tenha expandido o alcance e a reputação da organização, colocou um pesado fardo financeiro sobre os negócios iniciantes. No entanto, a luta para ter as finanças adequadas à visão e à escala de operação finalmente terminou quando a Subnation Media adquiriu participação acionária no time de Fortnite em janeiro de 2021.

A parceria entre XTRA Gaming e Subnation era inicialmente para ser em torno do patrocínio de um torneio de Fortnite. “Estávamos conversando sobre isso, e então o CEO da Subnation, que se chama Seven, apenas disse: ‘Podemos organizar isso a qualquer momento, mas o que realmente quero saber é, o que você faz, como funciona todo o seu projeto?’ Eu então comecei a contar a ele o que eu contei aqui” disse Sly.

“Eu disse a Seven e ao resto de sua equipe sobre o financiamento da organização com meu empréstimo estudantil, o investimento do pai de Conley e como nós explodimos mais rápido do que esperávamos para nosso próprio bem.”

A conversa seria crucial e Sly e a Subnation Media concordaram, um mês depois, com uma parceria histórica. O acordo permitiria que a Subnation Media trouxesse o XTRA Gaming internamente, cobrisse todos os custos operacionais e dos jogadores e daria a Sly um salário para administrar a organização de eSports. ”Fiquei pasmo. Comecei do nada e então encontrei alguém que acreditasse em mim, na XTRA e na marca, de forma a investir um grande capital, foi incrível”, disse Sly.

“Eu sou muito afortunado. Subnation literalmente mudou minha vida no espaço de 3 meses. Passei da luta para pagar jogadores e custos de marketing até onde estou agora, onde ganhamos cerca de 100.000 seguidores no Instagram em apenas um mês porque temos esse suporte.” 

XTRA Gaming em 2021 e além 

A XTRA Gaming agora abriga alguns dos melhores talentos do Fortnite na América do Norte e recentemente recrutou os vice-campeões do FNCS, Snacky e Kenshi. A organização também continua a crescer na comunidade hispânica, apoiando jogadores e criadores, como o jogador mexicano de Fortnite Alliege e o streamer venezuelano Pao.

“Eu também sou hispânico, sou argentino e tenho minhas raízes na comunidade hispânica”, disse Sly. “Quando comecei a XTRA, senti que era uma comunidade muito pouco representada, especialmente em Fortnite. Tenho me pressionado conscientemente para mudar isso.”

2021 está marcado para ser um grande ano para XTRA Gaming, mas dada a luta de Sly e sua equipe para chegar aqui, eles mais do que merecem. 

Se você deseja oferecer suporte ao XTRA Gaming, pode encontrá-los no Twitter.

Tradução: Alexandre Silva